Manifesto

“Guardiões da Estrela” - Plataforma cívica para a recuperação da sustentabilidade dos ecossistemas da Serra da Estrela - 


Este grupo de cidadãos surgiu nas redes sociais digitais (Facebook) no pressuposto de que a sociedade civil pode e deve intervir ativamente na resolução de problemas que são de todos e de que muitas pequenas ações podem conseguir grandes feitos e podem, efetivamente, mudar o mundo. 

Por vezes são as tragédias que nos unem, este trágico ano é disso exemplo. Mas a tragédia na Serra da Estrela tem a particularidade de vir a acontecer de forma lenta e progressiva desde há décadas e os incêndios são apenas a parte mediática da mesma. 

É por isso tempo de ação, de inverter a inércia e criar uma voz comum, que nos una a todos, associações, produtores, cidadãos. Digamos em conjunto BASTA. 

Exigimos que a Estrela seja de uma vez valorizada, protegida e recuperada, tendo em vista a sua sustentabilidade e não apenas o lucro rápido. Que seja respeitada enquanto Parque Natural, sendo usufruída e descoberta como um todo dinâmico e equilibrado, onde o pastor cria tanta riqueza como a neve, e onde a riqueza e atratividade começa nas comunidades do andar basal e só termina aos 2000 metros. 

Na verdade, podemos conseguir mudanças importantes, se cada um de nós der o seu contributo para um mundo melhor e contagiar outros com este espírito cívico. É esse o espírito deste grupo: que cada membro (indivíduo ou organização) contribua como puder, individualmente ou em grupo, para a conservação do património natural e cultural da Serra da Estrela. Se de uma vez coordenarmos esforços e iniciativas de todos, conseguiremos sinergias até hoje inalcançáveis. 

Cremos num modelo sustentabilidade em que é possível conciliar as vontades humanas com os fatores de sustentabilidade ecológica, pelo que é fundamental uma relação próxima e um trabalho simbiótico com as entidades gestoras do património natural, de produção florestal, de turismo de natureza, entre outras entidades, que têm na Serra da Estrela a sua área de intervenção preferencial e que, no fundo, dependem das suas várias valências. 

Acreditamos que a mudança no paradigma da gestão das áreas naturais só se consegue pela formação e envolvimento das comunidades locais e pela demonstração do real valor da conservação dos ecossistemas de montanha, quer seja pela riqueza intrínseca de um ecossistema tão rico e diversificado como seria a Estrela, quer seja das economias geradas direta e indiretamente em torno do valor maior que a biodiversidade da serra representa. 

Só com a demonstração de valor através da formação, com a democratização da informação técnica e regulamentar, com o envolvimento da componente produtiva que no patamar basal da Estrela tanta importância assume e com a sensibilização de todos, poderemos voltar a ter uma comunidade ativa na conservação e preservação dos valores naturais que a rodeiam e que exija dos seus governantes uma visão e ação estruturada na conservação dos valores naturais e na procura de novos modelos de sustentabilidade económica adequados à atual realidade populacional. 

- Por uma participação ativa das comunidades na gestão dos espaços naturais, 
- Por uma informação que volte a descer à base da pirâmide, 
- Por um modelo de desenvolvimento do Parque Natural que tenha como principal preocupação a recuperação da biodiversidade e dos ecossistemas autóctones da Serra da Estrela, 
- Pela responsabilização das entidades competentes, 


PELA SERRA DA ESTRELA, exigimos um novo modelo de sustentabilidade! 

PELA SERRA DA ESTRELA, dizemos BASTA! 

PELA SERRA DA ESTRELA, afirmamos NÃO NOS VOLTAREMOS A CALAR! 

PELA SERRA DA ESTRELA, avisamos ESTAREMOS ATENTOS E ATIVOS! 

Lameiros em Videmonte

Lagartixa-de-Montanha

Silene foetida, um endemismo da Serra da Estrela

  • Facebook - Grey Circle
  • Google+ - cinza Círculo
  • Instagram - cinza Círculo
  • YouTube - Grey Circle

©2017 Guardiões da Serra da Estrela

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now